Leitores móveis via Bluetooth e capacidade NFC pós-pandemia

À medida que empresas no Brasil decidem como e quando retornar ao local de trabalho com segurança, um elemento comum torna-se indiscutível: diminuir locais de contato entre pessoas e objetos é primordial para o processo de retorno.

O controle de acesso móvel disponibiliza maior maleabilidade e segurança para organizações que procuram usar um sistema mais avançado. 

O controle de acesso historicamente usa cartões e controles remotos com barreiras ou portas seguras para controlar o acesso a determinadas áreas indicadas de um edifício. No entanto, com o avanço dos dispositivos móveis, como smartphones, tablets e relógios inteligentes, não é surpresa que os provedores de controle de acesso tenham implantado essas tecnologias para ampliar e melhorar o serviço que prestam. O controle de acesso móvel apresenta total agilidade e segurança para corporações que procuram usar um sistema mais desenvolvido.

A HID vem entregando uma nova perspectiva para proteger o controle de acesso eletrônico. Os leitores HID são planejados para serem demasiadamente modificáveis, dando sustentação a uma extensa gama de tecnologias de credenciais, englobando acesso móvel HID via Bluetooth e capacidade NFC.

Uma reparação ideal para aplicações de porta que requerem um leitor de cartão estreito, a HID disponibiliza suporte a uma gama ímpar de diferenciadas tecnologias de credencial em uma diversidade de formatos, incluindo cartões, fobs e dispositivos móveis.

Além de promover maior segurança, essa tecnologia aumenta chances de adaptabilidade a futuros projetos, graças à sua alta diversidade de possíveis atualizações e sua avantajada cobertura de leitura à distância.

Em resumo, a pandemia catalisou a conscientização e a adoção de muitas medidas sem contato, tanto as mais recentes, quanto as já presentes, e a resposta dos profissionais de segurança tem sido eminente. Esse comportamento positivo é um reflexo do compromisso da indústria, para progredir e modificar continuamente em resposta às contínuas mudanças dos requisitos de segurança e proteção desses nossos tempos modernos.

Fique atento às novidades do mercado, e entre em contato com um membro de nossa equipe para as inovações da sua empresa.

Alarme de Intrusão: como escolher o sistema ideal para sua casa?

Nos tempos de hoje, a segurança de nossa família e residência é uma constante preocupação. Saber que nossa casa estará protegida mesmo quando estamos fora, pode nos ajudar a ter uma melhor qualidade de vida, por isso mostraremos instruções para que saiba qual é o melhor sistema de segurança para seu imóvel.

Boa leitura!

Escolhendo o sistema ideal para sua casa

A primeira coisa que você deve saber é o que pode ser feito para dificultar a entrada de invasores em sua residência.

É necessário buscar um profissional especializado na área de segurança para que ele possa fazer uma análise e elaborar um projeto de acordo com as suas necessidades, prevendo qualquer dificuldade que o cliente possa ter com a sua segurança e a de seus familiares.

Opções em sistemas de segurança

O mercado possui algumas opções que estão entre as mais utilizadas, aqui destacamos duas delas: sensores infravermelhos duplos que detectam presença humana e sistema de travamento de portas e janelas com uma conexão direta aos canais de emergência de segurança pública.

Painel de controle

Mantenha o painel de controle numa área de fácil acesso aos moradores. Tenha em mente que ele não deve ficar muito próximo a portas e janelas para evitar que o intruso possa acessá-lo quebrando o vidro, desligando o sistema de segurança.

Conexão com a internet

A utilização da internet tornou os dispositivos de segurança cada vez mais acessíveis ao monitoramento, mesmo estando longe de casa, pois permite ao usuário monitorar em tempo real sua residência através de seu smartphone, tablet ou computador, podendo acionar o alarme ou desligá-lo conforme a necessidade.

Mais de um acesso a residência

Para o caso de pessoas que possuem empregados em sua residência ou então que estão fazendo reforma, é possível criar autorizações temporárias para que o visitante ou empregado tenha um acesso limitado à sua residência, normalmente utilizando apenas uma entrada.

Os diversos sistemas vêm embutidos com câmeras que identificam a pessoa, possibilitando ou não a liberação do acesso a determinadas áreas da casa, fazendo assim com que o visitante ou empregado possa entrar numa área sem invadir a privacidade dos moradores.

Faça um orçamento

Os equipamentos de segurança possuem um preço variado. Quanto mais moderno ele for maior será o valor para sua aquisição, por isso o comprador deve ter em mente o orçamento que dispõe e, ao procurar o especialista, deixar claro até quanto poderá gastar.

Bateria acoplada

Lembre-se de perguntar ao técnico se o equipamento que está sendo instalado possui uma bateria independente, pois muitas vezes os invasores acabam por cortar o fornecimento de luz das residências para desativar o equipamento de segurança.

A maior parte dos modelos básicos possui uma bateria integrada que dura até 24 horas. Essa bateria é uma ótima opção para os momentos em que a eletricidade acaba, pois o usuário não perde o controle da segurança de seu lar e a casa permanecerá protegida.

Agora que já dispõe das informações básicas para a melhor escolha do equipamento de segurança, não se esqueça de consultar a GH Wesco , uma empresa com anos no mercado que possui parceria com grandes indústrias, criadora de sistemas de segurança. Só aqui você encontrará o melhor para segurança de sua residência por um preço acessível.

Entenda qual é a diferença entre GBIC e SFP

Ao atuar com redes, é normal se deparar com os termos GBIC e SFP que, apesar de servirem para uma mesma finalidade, são distintos. Por isso, muitas pessoas acabam se confundindo. Se você já passou por essa situação ou tem dúvidas sobre a diferença entre os dois, continue lendo para descobrir!

O que são os módulos GBIC e SFP?

Eles são Transceivers ou Transreceptores em português, e agem como uma adaptação para os dispositivos se comunicarem com a tecnologia de fibra óptica e as novas velocidades do padrão Gigabit, trazendo compatibilidade entre elas.
Para que os dados sejam transmitidos através de grandes distâncias (centenas de quilômetros), são necessários lasers que podem carregar as informações. A distância que os dados serão capazes de percorrer e o tamanho do serviço por porta são definidos pelos transceptores, que comportam múltiplos tipos de alcance e capacidade para que os clientes possam montar o equipamento de acordo com suas respectivas necessidades.

Qual a diferença entre GBIC e SFP?

Primeiro foi criada a tecnologia GBIC, que é um módulo maior e tendo um padrão próprio. Depois, veio o SFP com o mesmo padrão, porém, em menor dimensão, sendo conhecido por muitos como Mini GBIC.
Como o GBIC é maior, ele permite conectores de fibra mais largos, mas, em consequência, ele ocupará mais espaço. Então, se o espaço disponível for apertado e as fibras forem mais finas, o SFP se torna o ideal.

Qual escolher?

A escolha entre GBIC e SFP não fica exclusivamente a critério do cliente, pois ela é determinada de acordo com o encaixe do dispositivo e pela largura do cabo a serem utilizados. O que você pode escolher é: antes de comprar o equipamento, analisar o tipo de transceiver que ele exige. Como um não pode ser conectado na entrada de outro, fique atento às descrições do aparelho para não errar na compra!

Como aplicar sistema de controle de acesso para pequenas e médias empresas e quais são os benefícios

Contar, hoje, com um sistema de controle de acesso é uma condição fundamental para que as pequenas e médias empresas se mantenham seguras e possam, assim, proteger tanto o seu patrimônio como a integridade dos seus funcionários e clientes.

Por isso, elaboramos este conteúdo para apresentar como você pode aplicar o sistema de controle de acesso em pequenas e médias empresas e quais são os benefícios dessa solução. Veja!

Levantamento de informações com os gestores das pequenas e médias empresas

A primeira coisa que você deve fazer é realizar um levantamento de informações da empresa com o objetivo de entender suas necessidades e, com base nisso, oferecer todas as possibilidades que podem ser adotadas. Como sabemos, existem tipos de controle de acesso que possibilitam até cinco níveis de segurança diferentes. A saber:

• Nível 1: chave;

• Nível 2: senha;

• Nível 3: chaveiro de proximidade;

• Nível 4: biometria;

• Nível 5: reconhecimento facial.

Cabe ao profissional identificar a melhor opção para a empresa, conforme sua necessidade. No momento em que você estiver apresentando cada tipo de controle de acesso, é importante que explique seu nível de segurança para a empresa, pois assim o gestor pode se sentir mais confortável e observar essa solução como algo fundamental para a preservação dos seus interesses.

Nesse sentido, cabe dizer ainda que, embora as chances de adoção dessa tecnologia sejam relativas (sobretudo quando a empresa deseja economizar e está em sua fase inicial), é sempre importante apresentar o produto da melhor forma possível, garantindo assim que o empresário ou o gestor fique com uma boa impressão. Ao fazer isso, certamente você se tornará a primeira opção caso ele mude de ideia e deseje contratar essa tecnologia no futuro breve. É preciso saber aproveitar as oportunidades de negócios.

Benefícios de um sistema de controle de acesso

Muitas pessoas acreditam que o único benefício oferecido por um sistema de controle de acesso é a segurança. É preciso dizer que usar um sistema de controle de acesso vai muito além da segurança. Esse sistema proporciona outros benefícios que contribuem para o crescimento da pequena ou média empresa, como:

• Evita, por exemplo, sobrecarga de trabalho. Esse sistema permite ao gestor acompanhar o trabalho do funcionário, evitando que ele trabalhe mais do que o tempo recomendado, o que pode levar a cometer erros graves, prejudicando assim o desenvolvimento seguro e eficiente da empresa;

• Simplifica o dia a dia dos funcionários, que podem utilizar seu cartão de identificação para abrir portas e armários, se for o caso;

• É possível integrar o sistema de controle de acesso a operações como elaboração de folha de pagamento, o que faz com que a empresa pague de forma correta o salário dos trabalhadores. Por exemplo, pode o RH considerar as transações de entrada e saída de locais no âmbito da empresa para elaborar a folha de pagamento.

Como se pode visualizar, o controle de acesso é uma excelente solução para pequenas e médias empresas, pois oferecem alguns benefícios que facilitam seu dia a dia.

Você sabia que a GH Wesco tem parceria com as maiores empresas de equipamentos de Controle de Acesso do mercado? Encontre aqui Controladoras Inteligentes, Softwares de Gerenciamento, Leitores, SmartCards e muito mais.

3 motivos para convencer o seu cliente a instalar o controle de acesso

A segurança é uma das maiores preocupações para qualquer pessoa, principalmente com o crescente aumento de casos como roubos, furtos e outros delitos atualmente. Para que se consiga aumentar a segurança de um determinado espaço, o controle de acesso é algo imprescindível, pois é uma forma de, por meio do uso de dispositivos, evitar que pessoas não autorizadas tenham acesso a qualquer local restrito.

Mesmo com toda esta vantagem e o aumento da segurança, é possível que ainda exista algum receio na implementação destes recursos. Desse modo, confira, a seguir, três motivos para convencer qualquer pessoa a instalar e utilizar o controle de acesso:

Biometria

A biometria é um dos principais motivos para que se tenha uma segurança muito maior com a utilização do controle de acesso. Muito disso se deve ao fato de que, neste caso, as fraudes são muito dificultadas, pois cada pessoa poderá ter acesso liberado apenas com o uso de suas impressões digitais.

Além disso, não é preciso que se tenha sempre consigo qualquer tipo de dispositivo, como tokens ou cartões, por exemplo. Mesmo que se tenha uma demora de alguns segundos a mais no acesso a determinados espaços, por conta do tempo de leitura da digital, quanto ao uso de cartões de acesso, isso é recompensado com um aumento significativo da segurança.

Reconhecimento facial

Outro motivo que torna o controle de acesso muito mais atrativo e efetivo para qualquer pessoa é a possibilidade de acesso liberado apenas com o reconhecimento facial. Ou seja, é feita a leitura da face de uma pessoa para que se possa permitir, ou não, o seu acesso a qualquer local.

Assim como no caso da biometria, este tipo de acesso pode levar alguns segundos a mais para a confirmação da leitura de seu rosto, mas amplia fortemente a sua segurança, uma vez que sua senha de acesso passa a ser você mesmo.

QR Code

Para complementar os principais motivos para convencer qualquer pessoa a respeito do uso de controle de acesso, há ainda a possibilidade de uso do QR Code para liberação de acesso em espaços reservados.

Este tipo de código pode ser facilmente gerado com um software e é único para cada pessoa. Desta maneira, em vez do uso de senhas numéricas ou alfabéticas, é possível simplesmente utilizar um código visual exclusivamente seu para que você possa ter acesso liberado aos locais desejados, desde que estes locais sejam equipados com leitores de QR Code.

Se você se interessou e deseja começar a reforçar a segurança de sua casa, condomínio, empresa ou qualquer outro local, escolha já o método de controle de acesso que mais lhe agrada e melhor atende às suas necessidades e entre em contato com a GH Wesco agora mesmo.

A GH Wesco é uma das mais importantes empresas no setor de equipamentos para controle de acessos, com parceiros comerciais que podem lhe garantir os melhores equipamentos para este serviço, como smartcards, softwares de gerenciamento, leitores de QR Code, controladoras inteligentes e muito mais!

Descubra a diferença entre tipos de cabos de rede

O cabo de rede, também chamado de cabo ethernet, é um item bastante presente nas instalações de rede de acesso, seja doméstica ou comercial. Ao procurar por ele no mercado, você pode perceber que têm uma diversidade de tipos, sendo a principal característica a ser considerada a categoria do item, já que é ela quem indicará a velocidade e desempenho da rede.

Para que você faça uma boa decisão de compra independente da marca, é importante conhecer as diferenças básicas entre os modelos. Continue lendo para descobrir!

  • CAT5

O nome CAT é uma abreviação de “Categoria 5”. Em questão de rapidez, ele é o mais lento, e atinge taxas de transferência de até 100 Mbps. Assim como os outros, ele pode ser instalado em redes de no máximo 100 metros (mas pode ter interferências quando a instalação chega próximo à tal limite).

 O cat5 é o mais antigo, e por isso o modelo é mais difícil de ser encontrado no mercado, sendo substituído pelo CAT5e.

  • CAT5e

A letra “e” vem do inglês enhanced (que significa aprimorado), já que nessa versão, o cabo vem com novos padrões de certificação para causar menor interferência e perda de sinal. Por isso, o CAT5e performa melhor em instalações próximas ao limite de 100 metros em comparação ao anterior e sua velocidade também progrediu, alcançando até 1000Mbps.

Esse modelo é o mais solicitado entre os demais cabos pois, para muitos, apresenta o melhor custo-benefício.

  • CAT6

No cabo “Categoria 6”, a mudança mais relevante foi na taxa de transferência de dados, que pôde alcançar velocidades de até 1Gbps em distâncias de até 100m.

Com essa capacidade de transmissão melhorada, ele acaba sendo mais grosso e menos flexível do que o CAT5e, além de contar com uma blindagem mais eficiente para minimizar interferências.

O modelo, portanto, é indicado para empresas ou ambientes que prezem por alta velocidade de transmissão e cabeamento de mais de 10 metros, sendo uma excelente alternativa da fibra óptica justamente por ser financeiramente mais viável.

  • CAT6a

O “a” vem de augmented (aumentada, em português) que indica o aumento no alcance comparado ao modelo anterior, possibilitando a realização de transferências de até 10Gbps por segundo em instalações de até 100 metros.

Ele é apropriado para quem quer priorizar alta velocidade, mas por ser da melhor qualidade, seu valor também é mais elevado. 

Então, qual escolho?

Assim como tudo associado a produtos de telecomunicações, o melhor tipo depende das necessidades do seu projeto. Por isso é tão importante conhecer a parte técnica antes de escolher de fato, a escolha assertiva aprimora a estrutura da sua empresa.

 Alerta!

Cabos de rede devem ser homologados pela ANATEL, que comprova o teste e aprovação do produto conforme rigorosos padrões de segurança seguidos pelas normas ISO/IEC 11801. Portanto não se esqueça: antes de fazer uma compra, independentemente do modelo preferido, verifique se o produto é certificado!

5G e a internet das coisas

Uma nova geração de internet móvel está a caminho para trazer novas experiências para os usuários. Imagine estar totalmente conectado 24h por dia. Graças a internet 5g e a internet das coisas, é possível uma interconexão digital de objetos.

A internet de 5 geração nos traz uma conexão muito mais potente e veloz. Além disso, possibilita uma conexão inteligente, pois causa menos impacto ao meio ambiente.

Através dela e da internet das coisas, o futuro começa a ficar muito mais emocionante, não é mesmo? Vamos conferir o que é a internet 5G e como ela irá transformar o futuro com tanta tecnologia.

O que é a internet 5g?

A internet 5G é o próximo passo da evolução da internet banda larga sem fio. Seu objetivo é elevar o potencial da rede atual, conhecida por internet 4G.

Em resumo, a internet 5G garante uma cobertura mais ampla e eficiente, com maiores transferências de dados e uma maior conexão simultânea de aparelhos eletrônicos.

Como comparação, segundo pesquisa do site “Pode Comparar”, a conexão 4G entrega uma velocidade média de 33 Mbps. Já a internet 5G, estima-se que será capaz de entregar uma velocidade 20 vezes maior.

Além disso, a internet 5G promete consumir 90% menos energia que a 4G, se tornando muito mais ecológica.

Seu tempo de latência deve ser menor que 5 milissegundos entre a conexão de aparelhos. Isso possibilitará uma série de mudanças que irão trazer inúmeros benefícios para a população em geral. Quer ver?

Smart home

Finalmente as casas do futuro estão mais perto do que você imagina. Com a internet 5G será possível uma comunicação eficiente entre os eletrônicos da casa com o smartphone.

Dessa forma, você conseguirá gerenciar os ambientes da casa, como controle de luz e som, pelo celular. Além disso, você poderá conectar todos os eletrônicos disponíveis em sua casa e gerenciar todos eles com um simples toque no smartphone.

Sim, agora, será realmente possível uma interconexão de qualidade entre sua SmartTV e seu celular, ou então verificar o que tem na geladeira se tiver uma geladeira com sistema inteligente.

Para aqueles que sempre voltam para conferir se fecharam a casa, os problemas acabaram!

Afinal, com a internet 5G você poderá conectar seu celular com uma fechadura inteligente, via Wi-fi, permitindo que você controle e verifique se está realmente fechada mesmo a quilômetros de distância. Não é fantástico?

Smartwatch

O Smartwatch funcionará com muito mais fluidez com a internet 5G e ele é um item indispensável para deixar a sua vida muito mais prática, não é mesmo?

Você poderá ler suas mensagens, as notificações de suas redes sociais e seus e-mails, tudo sem precisar pegar no celular.

Além disso, ele possibilita monitorar os sinais vitais e até mesmo utilizar o GPS.

Conectando seu Smartwatch em seu smartphone você conseguirá ter acesso a sua agenda, seus alarmes não passarão despercebidos e você ficará sempre ligado na movimentação em suas contas virtuais.

Automóveis conectados

A Internet das Coisas promete levar automóveis em outro patamar, com o surgimento de carros inteligentes que dispensam motoristas.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), ser pego dirigindo com o smartphone em mãos dá multa, até mesmo com o veículo parado em sinal vermelho, mas com as novas funções que os carros começarão a apresentar isso ocorrerá cada vez menos.

Pois, agora os carros terão sistemas inteligentes que também poderão se relacionar com funções do smartphone através da internet das coisas.

Além disso, devido ao tempo de latência reduzido, a comunicação poderá ocorrer entre veículos autônomos. Ou seja, isso permitirá o desenvolvimento de sistemas de segurança que evitam acidentes automobilísticos.

Conclusão

A nova era digital está chegando com a internet 5G e a internet das coisas possibilitando a coisa mais futurística que as pessoas já viram até então.

É como se fosse um portal que transporta para um futuro com muitas vantagens, conexões e interações inteligentes. É a era da inteligência artificial iniciando.

Desta forma, para atender toda essa demanda você precisa investir em uma boa estrutura. Temos um time preparado para te auxiliar na melhor escolha para sua empresa.

Saiba quais são os mitos no controle de acesso móvel

Efetivamente, os utilizadores de smartphones que operam o sistema de controle de acesso móvel para adentrar em seus locais de trabalho por intermédio do aplicativo móvel, não observarão altos níveis de utilização de memória ou de CPU, e o desgaste da bateria também não será expressivamente afetado.

Inicialmente, os sistemas de controle de acesso móvel instalados são otimizados para ser compactos, rápidos e eficientes. Eles necessitam de uma quantidade reduzida de memória. É mínima a perda de rendimento do smartphone quando o aplicativo móvel é instalado.

Os sistemas de controle de acesso móvel atuam em segundo plano e quase não provocam impacto nas demais operações do smartphone. Os sistemas mantêm-se paralisados até que o usuário aproxime o dispositivo de uma leitora para atingir o acesso a um local. Para ser completa, esta ação manipula um mínimo de memória, CPU e energia da bateria.

Um exemplo de um típico iPhone de 64 GB, o aplicativo ocupa apenas 0,0002% da capacidade de armazenamento do smartphone, correspondente com código aprimorado e desenvolvido para utilização em cartões inteligentes (smartcards) e outras formas de dispositivos eletrônicos. Ou seja, compacto, rápido e eficiente!

Nossos sistemas de controle de acesso móvel estão operando constantemente para atender os requisitos de acesso seguro de nossos clientes. Os dados de cada sistema de controle de acesso móvel representam uma fonte de feedback contínua para a HID e são utilizados para assegurar que o desempenho do sistema seja mantido continuamente em seu mais alto nível.

Nossa mensagem para os clientes é que eles não precisam se preocupar com o fato de que os sistemas de controle de acesso móvel instalados em seus smartphones irão causar problemas com a utilização de espaço de memória, desempenho do dispositivo ou duração da bateria.

Como identificar os tipos de conectores ópticos

O conector óptico é um item bem importante nas instalações de redes FTTx, pois permite que a fibra permaneça perfeitamente alinhada e o sinal tenha o mínimo de perda em sua transmissão. 

Hoje existem vários modelos para compra, e cada um possui particularidades que estão diretamente relacionadas ao desempenho final. Você reconhece os principais? Sabe qual a indicação para cada um?  

Os vários tipos de conectores ópticos

       Atualmente, os tipos de conectores ópticos mais comuns no comércio são quatro: FC, LC, SC e ST, vamos explicar cada um deles abaixo.

Conector FC

       O Furrele Connector (FC) usa uma ponteira de 2,5 mm e corpo redondo, equipado com uma conexão roscada.

       Como benefício ele tem uma desconexão não óptica, significa que uma vez que o conector tenha sido instalado, qualquer empurrão/puxão na capa do cabo não irá fazer com que o ferrolho se desconecte. Por isso você terá a certeza de que esse ele continua estável e acoplado à sua conexão, mesmo instalado em lugares mais hostis.

       O ponto negativo é que pode ser difícil de agarrar e torcer para roscar ou desenroscar a partir de uma conexão, principalmente se existirem no ambiente muitos conectores juntos.

Conector LC

       O Lucent Connector (LC) é um conector em miniatura, com ponteira de 1,2 mm que possui boa performance e por isso tem sido bastante utilizado em redes monomodo, mais comumente em transceivers 10 Gigabit Ethernet.

       Entre seus pontos positivos está em sua rapidez de conversão de um conector simplex para um conector duplex com o uso de um clipe. Eles são conectores de baixa perda, rápida instalação e, também possui desconexão não óptica como o FC. 

Este é o mais recomendado para redes e transceptores devido ao seu design SFF, que faz desta a conexão perfeita para aplicações de alta densidade.

       Já como desvantagem, em um ambiente lotado este item pode complicar a operação, pois o mesmo design SFF é muito pequeno.

Conector SC

       O Standard Connector é muito utilizado por sua excelente performance e fácil manuseio, que usa um sistema simples de encaixe e oferece pouca perda de sinal, sendo ideais para datacoms e telecomunicações.

       Ele é bastante popular em redes Gigabit, tanto para cabos multimodo quanto monomodo, com ponteira de 2,5mm, mas vem perdendo espaço para o LC por esse ser menor.

       Uma de suas vantagens, assim como os anteriores, é contar com desconexão não óptica, o que irá assegurar que o sinal não seja interrompido. Outro ponto positivo, é sua forma quadrada que oferece um design mais compacto (em comparação ao FC e ST), o que possibilita que mais desses conectores possam ser instalados em uma área menor. 

       Em compensação, a principal desvantagem do conector SC está em seu tamanho maior que o LC, pois significa que ele iria ocupar mais espaço do que seu concorrente mais novo.

Conector ST

       O Straight Tip é um conector mais utilizado para redes multimodo, apesar de estar perdendo espaço para conectores mais recentes. O item possui estilo baioneta, com um ferrolho para segurar a fibra – que pode ser cerâmico, de metal ou plástico, e ponteira de 2,5 mm que é montada no interior da caixa.

       Sua grande utilidade é que ele possui extrema facilidade de instalação e seu custo é relativamente menor que outros conectores. Ademais, ele tem um “slot” com chave na extremidade do conector que ajuda a mantê-lo firmemente unido às fibras e alinhado quando elas são desacopladas e conectadas.

       Já o ponto fraco é que ele possui uma forma redonda e não é tão compacta tal qual outros conectores quadrados mais modernos.

Ademais, sendo esta uma conexão com mola, os instaladores devem empurrar o conector com bastante força e girar a porca para utilizá-lo. Se houver uma bandeja com muitas conexões, ele precisará de mais trabalho, pois pode ser mais complicado entrar nos menores espaços para separar ou recopilar os conectores.

Como escolher?

       Os diferentes tipos de conector possuem suas particularidades, portanto avalie o cenário de instalação que os operadores irão encontrar e o tipo de rede que será estruturada para escolher a opção que melhor irá lhe atender! 

Temos excelentes soluções – como da marca Nexans – importadas, com cerificação européia e com bom custo-benefício para cada instalação. Entre em contato conosco para saber mais.

4 itens de segurança que não podem faltar na sua empresa

A ocorrência de invasões e furtos tem aumentado consideravelmente nas empresas pelo país. Por esse motivo, essa tem sido uma das maiores preocupações de empresários brasileiros. Mas todas essas questões podem ser resolvidas com segurança.

O ponto importante é que os empresários precisam entender que o dinheiro usado em segurança é um investimento e não uma despesa. Mas você conhece quais são os principais itens para garantir isso? Neste artigo vamos falar um pouco mais sobre o assunto e mostrar o que é imprescindível para quem uma companhia esteja segura. Acompanhe.

A importância de investir em segurança

Cada vez mais as quadrilhas têm se especializado em roubos de empresas e comércios. Por essa razão os itens de segurança são essenciais para evitar esse tipo de problema. Afinal de contas, o investimento acaba sendo menor se comparado ao pagamento de vigias 24 horas.

Quanto mais itens sua empresa investir, menores as chances de ser alvo de prática criminosa. Até porque, esse tipo de roubo não é realizado de uma hora para a outra. Os criminosos costumam planejar antes da ação. Nesse caso, quanto mais segurança sua empresa tiver, mais fácil será inibir os bandidos.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é que os prejuízos em uma ação criminosa costumam ser muito maiores que o valor investido nesses equipamentos. Além disso, você consegue garantir mais tranquilidade para os colaboradores, que podem trabalhar com menos medo.

Itens essenciais para a segurança da sua empresa

  • Câmeras de segurança – As câmeras são essenciais em um projeto de segurança. Elas podem ser monitoradas em tempo real e assim ajudar na coibição de uma possível invasão. Também é possível ter acesso às imagens gravadas e assim consultá-las sempre que necessário.
    No mercado existem diversos modelos, inclusive as que conseguem captar imagens no escuro. O importante é identificar qual se encaixa melhor em seu negócio.
  • CFTV – O Circuito Fechado de Televisão (CFTV) é um dos sistemas mais procurados quando o assunto é segurança empresarial ou até mesmo residencial. É por meio dele que as imagens são captadas, armazenadas e monitoradas.
    Seu ponto mais forte é que a identificação de indivíduos em situação suspeita se torna mais fácil.
  • Controle de acesso – O controle de acesso pode ser feito de diversas formas: catracas nas entradas, identificação por crachás, biometrias, reconhecimento facial etc. O intuito é controlar quem entra ou sai da empresa ou de determinadas áreas.
  • Alarmes e sensores – Os alarmes podem ser compostos por botões de pânico e inseridos em diversos departamentos de uma empresa. Os sensores podem ser interligados aos alarmes e, assim, acioná-los sempre que necessário.
    O sensor mais procurado tem sido o infravermelho e sempre que detecta a presença de alguém indesejado, ativa o alarme.

Conclusão

As opções são diversas e cada uma possui função distinta. O importante é identificar quais sãos os equipamentos que mais se encaixam com o formato de sua empresa.

Além dos itens informados acima, outros também podem ser indicados para garantir a tranquilidade do dia a dia de seu negócio. Veja alguns: interfones, porteiro eletrônico com vídeo, aplicativo de monitoramento remoto, entre outros.

Gostou desse artigo? Para saber mais acesse o nosso site e entre em contato conosco.